COMO VIAJAR PELO BRASIL MUITO BARATO $$ ⋆ Viagem com Beth

Dicas

7 DICAS PARA VIAJAR MUITO BARATO PELO BRASIL

5 de fevereiro de 2020

VIAJAR BARATO PELO BRASIL

Viajar pelo Brasil é algo que muitos consideram um sonho impossível, seja pela falta de tempo ou, em muitos casos, por conta dos custos. O que muitos ainda não sabem é que é possível sim fazer uma viagem que cabe no orçamento e conhecer as belezas desse nosso país.

Então pode preparar a mochila para aquela trilha, praia paradisíaca ou cidadezinha charmosa que você tanto quer! E, para isso, aqui vão as dicas para viajar barato pelo Brasil.

10 DICAS PARA TRILHEIROS INICIANTES

1. Reveja as Suas Prioridades

Se viajar é o que você quer, então é hora de priorizar isso para se adequar ao orçamento. Primeiro, saiba para onde o seu dinheiro vai todo mês. Você pode fazer uma planilha de gastos no computador, ou optar pela moda antiga e anotar tudo num caderninho.

Desde que saiba que importante é que você registre em algum lugar com o que você gasta, como mercado, transporte, despesas da casa, plano de saúde, saídas, etc.

Uma vez que você já sabe para onde tem ido o seu dinheiro, é hora de estabelecer o que é essencial. É possível reduzir os gastos no mercado? Você precisa mesmo sair o tanto de vezes que sai no mês?

Priorizar a viagem se trata, também, de cortar algumas coisas mais supérfluas da sua vida. Pode parecer difícil, mas se você ama viajar, assim como eu, vai perceber que conhecer os lugares e viver novas culturas é uma recompensa mais que válida.

2. Viajar Pelo Brasil – Hospedagem

Esse é o tópico que tanto assusta os aspirantes a viajantes, e uma vez desvendado esse mistério, pode colocar o sorriso no rosto e a mochila nas costas para se aventurar pelo país.

Quartos de hotel e de pousada podem, de fato, ser um tanto quanto custosos, mas eles não são a única opção de hospedagem numa viagem.

Uma opção que me agrada muito é o Airbnb, e que eu uso bastante. Para usar é bem simples, basta acessar o site ou baixar o aplicativo, e pesquisar a cidade que você pretende ir, com as preferências que desejar.

O Airbnb costuma ser mais barato que quartos de hotel, podendo ser o aluguel de um quarto na casa de uma pessoa, um kitnet, dentre outras opções que você pode escolher. É seguro, e se houver algum problema durante a estadia, tem como avaliar o anfitrião e reportar qualquer coisa.

Caso você queira viajar de graça, existem algumas plataformas que te auxiliam nisso, mas você pode perder alguma privacidade ou abrir mão de algumas coisas.

O couchsurfer, por exemplo, tem a ideia de que você empreste o seu “sofá” (que pode ser realmente um sofá ou um quarto, depende) para o visitante dormir.

Essa é uma maneira mais comum para viajar internacionalmente, mas também funciona a nível nacional. A parte boa é que você vai ficar com locais e pode aproveitar algumas dicas de roteiros do lugar, além de poder fazer boas amizades.

Já no Worldpackers, você trabalha cerca de 4h por dia em alguma coisa que o hostel precise, e recebe a hospedagem em troca. Assim, os trabalhos são variados, pode ser em reforma, pintura de parede, recepção, jardinagem, limpeza… Dessa forma você divide o quarto com os outros trabalhadores do lugar, que também é uma ótima forma de fazer amizades.

3. Transporte Viajar Pelo Brasil

Agora que você já sabe o seu destino, e onde vai se hospedar, é hora de saber como chegar lá. E existe a possibilidade de você chegar de graça!

Segundo a constituição, todo cidadão brasileiro tem direito a viajar num dos aviões da Força Aérea Brasileira (FAB), desde que haja disponibilidade de vagas e destino ao lugar requerido.

Para viajar em território nacional, basta acessar o site da FAB e se inscrever pelo Correio Aéreo Nacional da localidade onde deseja embarcar. Para saber se a sua cidade, ou alguma cidade próxima, está na lista, basta clicar aqui.

Uma alternativa para quem viaja de ônibus, é usar o aplicativo Buser, que promete viagens com 60% de desconto. A ideia é que você encontre pessoas interessadas em fazer uma viagem com destino e data, assim, em vez de comprar passagens individuais, as pessoas fretam um ônibus inteiro.

Quanto mais pessoas viajarem, mais barato fica para cada um. O próprio app cuida da contratação do motorista e do veículo.

Outra opção de transporte são as caronas. No facebook existem diversos grupos de carona, você pode procurar um da sua cidade ou região, participar do grupo e começar a procurar o transporte. Existem também aplicativos de carona, como o BlaBlaCar e o Waze Carpool.

Se você prefere ir com o seu carro e tiver um ou mais assentos vazios, saiba que as caronas também são uma opção. Isso por que, além de ajudar alguém a chegar ao seu destino economizando, você também economiza um pouco, já que o carro está indo para o lugar, com ou sem aquele assento ocupado.

7 DICAS PARA MULHERES VIAJANTES DE CARRO

4. O Que Fazer

Geralmente o ponto alto das viagens são as atrações turísticas. Então para auxiliar nisso, você tem, por lei, direito a meia entrada em teatros, cinemas e eventos culturais, educacionais, científicos, esportivos e de lazer caso você faça parte de algum dos seguintes grupos:

  • Estudantes;
  • Idosos;
  • Pessoas com deficiência;
  • Jovens de 15 a 29 anos comprovadamente carentes (Lei Federal 12.933/2013);
  • Alguns estados têm descontos para alguns profissionais, como professores, você pode pesquisar quais, dependendo do estado em que você vai fazer a viagem;
  • Doadores de sangue, basta apresentar carteira de doador e RG, além de fazer um mínimo de três doações de sangue no prazo de um ano.

Esse último tópico é uma opção muito interessante, já que a maioria das pessoas pode doar sangue. E como no Brasil apenas 1,6% da população é doador, esse foi o método encontrado para incentivar os cidadãos.

Quanto aos pontos turísticos, sempre pesquise os preços. Tente fazer o máximo de coisas gratuitas que puder, e, se não couber no orçamento todas as atrações pagas, procure saber mais sobre os lugares e priorize os que forem mais interessantes para você. Assim, não fica aquela sensação de que o dinheiro foi gasto em vão.

Em algumas atrações, existe um dia da semana em que o valor é mais em conta, ou até em que o valor de dias comuns para fins de semana e feriados muda. Então procure se informar no site da atração, página do facebook, perfil do instagram ou até ligando pra lá mesmo.

5. Transporte Durante a Viagem

Esse tópico é sobre como você vai se locomover dentro da cidade. Então, se você estiver indo a cidades maiores, com alguma organização, talvez valha a pena apostar no transporte público.

Não precisa nem ser no trajeto inteiro, se a atração for muito longe você pode, por exemplo, pegar um ônibus ou metrô até um lugar mais próximo, e de lá pedir um carro. Ou uma outra opção para as cidades maiores são os apps de carona.

No caso dos carros particulares e táxis, é importante ter mais de uma opção de aplicativo instalado no celular, assim você pode comparar os preços e optar pelo mais barato. Além disso, você pode pesquisar em sites de cupons e utilizá-los para ter desconto nos aplicativos.

No caso de cidades menores, descubra como os moradores se locomovem, talvez você consiga fazer a maioria das coisas a pé, alugando uma bicicleta ou chamando um moto táxi.

6. Viajar Pelo Brasil – O Que e Onde Comer

A menos que seja extremamente importante para você comer em lugares caros, prefira comer em casa. Aliás, se você se hospedar pelo Airbnb, provavelmente terá acesso a cozinha.

Então descubra um mercado próximo e busque comprar algumas coisas para comer enquanto estiver em casa e lanches para levar nos passeios.

Já no caso de lugares que dão o café da manhã, faça essa refeição. Se você não curte comer logo que acorda, tente levantar um pouco mais cedo, assim, você se alimenta bem e economiza algum dinheiro que pode ser usado para passeios.

7. Para Estudantes ou Jovens de 15 a 29 Anos

Uma dica para os estudantes: andem sempre com a carteirinha de estudante ou o documento que for aceito como comprovante, e que usem. Existem lojas e alguns estabelecimentos dão desconto se você apresentar a carteirinha, então não custa perguntar se tem desconto para estudante, você só tem a ganhar!

Além disso, não é só durante a viagem, se for fazer compras em livrarias, papelarias, rodoviárias… Pergunte, esse dinheiro economizado já pode ser investido em viagens.

Agora para os jovens de 15 a 29 anos (não só estudantes) que pertencem a famílias com até 2 salários-mínimos mensais, existe a ID Jovem, que garante meia-entrada em eventos artísticos, culturais e esportivos, como teatros, shows, cinemas, museus, etc.

Além disso, são reservadas duas vagas em cada viagem num veículo, comboio ferroviário ou embarcação do serviço convencional de transporte interestadual de passageiros. Para garantir o benefício do transporte, é bom reservar as passagens com antecedência.

Para mais informações sobre esse benefício, acesse o site do ID Jovem.

Assim, com essas dicas, você vai conseguir viajar muito mais barato e conhecer esse nosso Brasil lindo e cheio de atrações incríveis. Então comenta aqui em baixo quais dicas você mais gostou e se tiver mais alguma, pode compartilhar!

E aí, qual vai ser a sua próxima viagem?

Por: Beth Crisko

33 Comentários

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *