Diário

PÉS NO CHÃO E MÃOS NA ESTRADA

4 de abril de 2019

Poderia começar minha vida em uma segunda-feira como a maioria diz começar, mas eu começo e recomeço ela todos os dias, e hoje é um deles: terça-feira. Não quero ter que voltar no tempo, preciso dele para voltar a ser eu novamente e recomeçar.

E ele passou rápido, precisei desse tempo para construir uma versão melhor de mim, poder enxergar um mundo completamente diferente na qual fui apresentada, e a estrada tem me ajudado nesse processo. É preciso ter equilíbrio para retomar um sonho, é preciso ter a mente sã, PÉS NO CHÃO E MÃOS NA ESTRADA para então poder partir, conectar, partilhar e compartilhar amor. Poder mostrar o verdadeiro significado da palavra VIAJAR.

Não quero tirar apenas selfies em um ponto turístico e ter um sorriso congelado para postar nas redes sociais e ganhar likes, curtidas, seguidores, ou sentar em um avião e postar a localização, dirigir um carro para me sentir poderosa, uma quantidade de carimbos no passaporte como se fosse um grande prêmio, ou alimentar o ego com números de países e cidades que conheço ou irei conhecer, eu não quero, QUERO VIVENCIAR, VIVER. Quero poder conhecer pessoas verdadeiras, de alma boa, ter amizades sinceras, daquelas que parecem de longas datas, me perder no tempo junto com elas, com sorrisos singelos, histórias reais de pessoas que tem “histórias” para contar, não as “estórias” nas quais estamos acostumados “o viver de aparências.”

Quero me perder nelas e poder contá-las futuramente sem precisar mencionar lugares, sem precisar postar isso no meu status, e é isso que eu quero. E perder em abraços demorados, em sorrisos escancarados, em gargalhadas de tirar o folego, me emocionar, carregar lembranças inesquecíveis, despedidas que vão doer, mas é isso que quero.

Estar em paisagens singulares, apreciar lugares peculiares, poder fechar os olhos e sentir a brisa do mar em oceanos ainda desconhecidos.

Acordar e poder contemplar o sol nascendo, com a mesma sensação igual à da primeira vez, estar em lugares misteriosos e mesmo assim poder me sentir especial todos os dias. Poder terminar o dia em paz assistindo o mesmo sol se pondo e agradecer a Deus por me proporcionar mais um dia incrível. 

Dessa forma acredito que estarei completa em poder contribuir de alguma forma com as pessoas, mesmo que virtualmente.

Gratidão. ❤️

Por: Beth Crisko

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *