Dicas Dogs

DICAS DE ONDE DEIXAR SEU PET QUANDO FOR VIAJAR

3 de dezembro de 2018

Uma das dúvidas mais comuns para quem possui PET e precisa fazer alguma viagem é esta: onde devo deixá-lo? Creio que hoje essa dúvida, que também é angústia, pode ser resolvida com facilidade, principalmente pelo aumento das ofertas de serviços e empresas dedicadas aos pets. Todos nós, pais e mães de pets, mantemos com razão uma preocupação no que se refere à segurança, ao cuidado, ao carinho e à alimentação deles. Aqui, portanto, deixarei registradas duas opções super válidas para você que deseja viajar sem abrir mão de oferecer conforto ao seu pet. Para ampliar as possibilidades, há a dica de um site/aplicativo confiável que funciona em todo o Brasil.

FICAR EM CASA

1 – Sim, seu pet pode ficar em casa! No entanto, é preciso seguir algumas recomendações para que ele tenha conforto, carinho e segurança. Em primeiro lugar, você pode solicitar os cuidados a uma pessoa familiar. Essa pessoa deverá ir até a sua casa em horários regulares para alimentar, abastecer o recipiente da água, brincar com o pet e levá-lo a um passei. Neste caso, a necessidade é específica para os cães. Em segundo lugar, a contratação de um profissional (pet sitter) que exerça as mesmas funções anteriores é também indicada, porém, as informações do profissional precisam ser checadas com cuidado. Nessas duas possibilidades, é fundamental que os acompanhantes mantenham os “costumes” e “horários” de seu pet. Você pode optar ainda pela hospedagem em casa de alguém familiar ou hotel para animal de estimação. Nestes dois casos, verifique a segurança dos locais e informe as pessoas responsáveis sobre aspectos da rotina de seu pet. Se possível, leve o pet até o local desejado para que ele se acostume; além disso, não se esqueça dos brinquedos, da caminha e de outros objetos do cotidiano de seu baby pet.

JUNTO COM VOCÊ

2 – Se você prefere levar seu pet, também há alternativas seguras para ele e para você. Inicialmente, identifique seu pet. Registre o nome dele e um telefone para contato, decisivo aos casos extremos como fuga ou perda. Para pegar a estrada, a melhor sugestão é transportá-lo em um recipiente adequado: uma caixa ou cesto com o auxílio do cinto de segurança. Certifique-se de que ele está seguro e confortável e, ao longo do caminho, faça pausas estratégicas para que o pet beba água, alimente-se etc. Para viagens de avião, um veterinário deve ser procurado com antecedência com objetivo de obter desse profissional informações básicas sobre riscos, segurança e comportamento animal em situações de possível estresse. Além disso, certifique-se de que a empresa selecionada e o local para onde você vai aceitam pets.

HOSPEDAGEM

Todas essas recomendações são extremamente fundamentais para a felicidade de seu bichinho. Se você deseja mais facilidade, consulte www.doghero.com.br ou baixe o aplicativo DogHero. Esse site/aplicativo agrupa um grande número de pessoas que cuidam de pets em todo o Brasil. Todas são rigorosamente selecionadas, o que confere credibilidade aos “heróis anfitriões” – expressão dada àqueles que cuidam dos pets. Basta consultar os comentários de quem já usou os serviços da DogHero e, em seguida, preencher os espaços “Local”, “Quando” e “Tamanho do pet” para saber se em sua cidade há algum anfitrião. Havendo, o contato será formalizado e você poderá viajar tranquilo, sabendo que seu pet estará em boas mãos. Detalhe! O preço é baixinho!

Lambeijos e até a próxima viagem!

instagram: @ninadogaventuras

Por: Beth Crisko

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *